E-mail: agepro@sfiems.org.br
Fone: (67) 3389-9121
(67) 3389-9036

Conceitos

BPM (Business Process Management – Gestão de Processos de Negócio)
É uma abordagem disciplinada para identificar, desenhar, executar, documentar, medir, monitorar, controlar e melhorar processos de negócio automatizados ou não para alcançar os resultados pretendidos consistentes e alinhados com as metas estratégicas de uma organização.

NEGÓCIO
Se refere a pessoas que interagem para executar um conjunto de atividades de entrega de valor a clientes e gerar retorno de investimento a partes interessadas.

REGRA
É o entendimento e o estabelecimento formal de dependência entre as atividades do processo e/ou subprocesso, sendo muito utilizado como insumo para atividades direcionadoras de próximos passos.

VALOR AGREGADO
Atividades que agregam valor são aquelas que contribuem para o resultado do processo de forma positiva, ou seja, o Cliente percebe.

HANDOFF (Transferência de controle)
Atividades que passam o controle do processo para outro departamento ou organização.

MODELO
Uma representação (com maior ou menor grau de formalidade) abstrata da realidade (num dado contexto). Isto significa que não há um modelo perfeito, objetivo, indiscutível.
Nenhum modelo corresponde exatamente à realidade; todos apenas a representam, de um modo que parecerá mais adequado ou menos adequado, de acordo com o contexto, os atores e as finalidades.

KPI (Key Performance Indicators – Indicador Chave de Desempenho)
Definem as metas desejadas do processo (tempo, volume, custo, qualidade, etc.) alinhadas à estratégia corporativa, atendendo aos padrões e requisitos legais ou regulatórios. Indicadores são definidos e escritos com o uso da linguagem matemática e servem de parâmetros de referência para medir a eficiência, a eficácia, a economicidade, a efetividade, a excelência e a execução dos subprocessos.

PAPEIS
  • Ator: É quem executa a atividade.
  • Dono do Processo: É a pessoa na organização que possui responsabilidade direta pelo processo, suas alterações e performance.
  • Analista de Processo: Analista de processos gerencia projetos de transformação do processo, liderando trabalhos de descoberta e desenho de processos, treinando donos de processo e mensurando e reportando o desempenho do processo.
MACROPROCESSO
É a estruturação de recursos organizacionais, por meio dos processos, para atingir os objetivos estratégicos.

MACROPROCESSO DE GERENCIAL
Coordenam as atividades de apoio e dos processos primários. Garantem que os processos respeitem as necessidades legais, operacionais, financeiras e regulatórias. Ajudam na garantia da eficiência e eficácia da empresa e seus processos. Estão relacionados à gestão do negócio, segundo aspectos estratégicos, operacionais ou financeiros.

MACROPROCESSO DE APOIO/SUPORTE
Colaboram com a realização dos processos primários. São definidos para dar suporte ao processo principal. Não agregam valor diretamente ao cliente. Fortemente ligados à visão funcional e possuem impacto direto na capacidade dos processos principais. Estão relacionados ao suporte de toda a operação para viabilizar a execução dos demais processos.

MACROPROCESSO PRIMÁRIO
Tem relação direta com os clientes. Agregam valor ao cliente, representam as atividades essenciais da organização e realizam a cadeia de valor. Pode percorrer organizações funcionais, departamentos e até outras empresas. Visão completa da cadeia de valor. Estão relacionados à entrega dos produtos e/ou serviços aos clientes finais do negócio.

PROCESSO
É um encadeamento de subprocessos ou atividades executadas por pessoas ou máquinas para alcançar uma ou mais metas, é o trabalho ponta-a-ponta que entrega valor aos clientes.

SUBPROCESSOS
É o desdobramento de um processo em fluxos menores com objetivos similares.

ATIVIDADES
É a decomposição do trabalho em ações a serem realizadas dentro do subprocesso ou processo.