Home / Notícia / Alunos da Escola do Sesi de Três Lagoas estudam sobre consciência no trânsito

Alunos da Escola do Sesi de Três Lagoas estudam sobre consciência no trânsito

16 de Outubro, 2020 | Acontece nas Casas | Geral | SESI | Dicom

  • img_20200928_wa0037
  • img_20200928_wa0021
  • img_20200928_wa0022
  • img_20200928_wa0032
  • img_20200928_wa0034
  • img_20200928_wa0023

Em continuidade com as aulas e atividades remotas adotadas em razão da pandemia mundial do novo coronavírus (Covid-19), os alunos do 5º ano do Ensino Fundamental da Escola do Sesi de Três Lagoas tiveram um momento de despertar sobre suas atitudes no trânsito. Sob a orientação das professoras Gislene de Lucena e Tatiana Lírio, que lecionam as disciplinas de Ciências, História e Língua Portuguesa, eles aprenderam seus deveres de pedestres, condutores de bicicletas e passageiros de veículos durante o uso das vias públicas de trânsito.

Segundo a diretora Zuleica Alves Guimarães, a atividade buscou chamar a atenção dos alunos sobre os perigos no trânsito, bem como outros riscos à saúde do cidadão. “As estatísticas de acidentes de trânsito em nosso País são bastante elevadas. Sabemos que muitos ocorrem devido a imprudência dos condutores de veículos. Daí, é de suma importância que o tema seja foco de estudo nas escolas, como tema transversal, para a formação de consciências em relação ao respeito às normas e esse trabalho foi muito bem feito no 5º ano pelas duas professoras da turma Gislene Lucena e Tatiana Lírio”, pontuou.

As atividades com os alunos utilizaram o uso de slides com palestra sobre um trânsito seguro, caça-palavras direcionados ao tema, leitura e reflexão sobre o uso das placas de trânsito como meio de comunicação, desenhos e HQs (Histórias em Quadrinhos). “A importância na mudança de atitude de hábitos do famoso ‘dá tempo’ tem que mudar porque cada um é responsável pela segurança de todos e, nessa ação, procuramos fazer com que os nossos alunos adotem novos comportamentos e os repassem”, ressaltou a professora Gislene de Lucena.

Já a professora Tatiana Lírio completa que falar sobre educação no trânsito é falar sobre a valorização do ser humano. “Cada vez mais pessoas perdem vidas por negligência, irresponsabilidade, desiquilíbrio psíquico ou emocional, por alguns condutores, pedestres ou ciclistas nas ruas das cidades. É importante que tenhamos a consciência que somos responsáveis pelo outro, uma vez que estamos todos inseridos num contexto social. E trabalhar esse tema com nossos alunos é preparar um mundo melhor, sem violência, sem dor e sofrimento”, reforçou.

Os alunos também avaliaram como positivas as atividades voltadas para reforçar a consciência no trânsito. “Gostei muito das explicações sobre o trânsito, desde estacionamentos de veículos e o respeito e atenção que eu como ciclista tenho que ter e que antes fazia errado”, disse a aluna Mariana Queiroz Elias. “A aula foi interessante. Eu não sabia o que era certo ou errado no vaivém das ruas do meu bairro e da cidade, mas agora tenho conhecimento sobre isso”, garantiu o aluno Gustavo Costa Torres Filho.

Para o aluno Wellington Paes Gomes Júnior, o desafio de criar uma atividade, usando qualquer recurso, para falar sobre a importância da educação no trânsito foi muito divertido. “Fiz um slide aproveitando o que tinha estudado em história sobre o uso de símbolos na comunicação e nessa aula a professora apresentou as placas e sinalizações de trânsito”, avaliou. “Acho que todos os cidadãos deveriam exercer a cidadania respeitando as leis de trânsito porque isso é respeitar a vida”, completou o aluno João Pedro Lopes Freitas.

A Indústria continua por você!

Acompanhe todas as notícias sobre as ações da indústria no combate ao novo coronavírus (Covid-19) na página especial do Sistema Fiems