Home / Notícia / Bibliotecas do SESI promovem atividades sobre o Dia Mundial da Prevenção ao Suicídio em cidades de MS

Bibliotecas do SESI promovem atividades sobre o Dia Mundial da Prevenção ao Suicídio em cidades de MS

16 de Setembro, 2021 | Acontece nas Casas | Educação e Formação Profissional | SESI | Dicom

  • escolas_sesi_setembro_amarelo_2
  • escolas_sesi_setembro_amarelo_3
  • setembro_amarelo_escolas_do_sesi_ms
  • escolas_sesi_setembro_amarelo

As Bibliotecas SESI Indústria do Conhecimento promoveram atividades em três cidades de Mato Grosso do Sul para conscientizar sobre o Dia Mundial da Prevenção ao Suicídio, data lembrada em 10 de setembro. O objetivo da campanha é alertar a população sobre os fatores de risco e esclarecer que o suicídio pode acometer pessoas em qualquer idade ou classe social, em todo o mundo. As ações foram dirigidas pelas monitoras das bibliotecas instaladas nas cidades de Aparecida do Taboado, Ribas do Rio Pardo e Rochedo. 

Em Aparecida do Taboado, a unidade do SESI firmou parceria com o Instituto Dom Afonso Maria Fusco. A monitora Maria Regina foi à sede do instituto para ministrar palestra aos estudantes e apresentar vídeos e slides. No encontro, foram debatidos temas sobre saúde mental e os sinais mais evidentes que uma pessoa em risco de suicídio pode apresentar.

Em Ribas do Rio Pardo, a professora Vivian de Conti montou na entrada da biblioteca e do espaço de eventos culturais Parque dos Ypes um cantinho com banner, folders informativos e lembrancinhas, que ficarão à disposição dos frequentadores durante o mês de setembro. Marcaram presença na inauguração do cantinho o prefeito João Alfredo Danieze, a primeira-dama Maria Danieze, o secretário municipal de Administração Manoel dos Anjos, o secretário municipal de Educação Nizael Flores de Almeida, a psicóloga da saúde Juliana Belloni e o diretor do Departamento de Cultura do município, Diogo Guerra.

Já em Rochedo, as monitoras Maria Estelita Silva Moura e Danielle Martins tiveram a colaboração da Escola Municipal Doce Saber para explorar o tema com alunos e professores. Por meio de textos e debates, foram apresentados os principais sintomas das doenças que podem levar ao suicídio. Em seguida, os estudantes assistiram a vídeos do Canal Psicologicamente e realizaram atividades sobre o que aprenderam. 

Ao enaltecer as parcerias firmadas com as Bibliotecas do SESI, a monitora Maria Regina afirma que o tema precisa ser discutido não apenas em setembro, mas no ano inteiro. “A iniciativa e as parcerias foram de grande relevância, uma vez que o suicídio pode ser prevenido e evitado. É preciso ficarmos atentos aos sinais sempre. Na grande maioria dos casos, algumas falas indicam estado de alerta. Normalmente é um conjunto de situações que gera esses sentimentos, e o suicídio é visto como única saída para a dor. Por isso, procurar saber como as pessoas à sua volta estão todos os dias é muito importante”.