Home / Notícia / Diretora da Fiems participa de cerimônia de celebração da independência do Paraguai

Diretora da Fiems participa de cerimônia de celebração da independência do Paraguai

15 de Maio, 2019 | Acontece nas Casas | Educação e Formação Profissional | FIEMS | Dicom

  • fotozparaguaiz2
  • fotozparaguaiz1

A convite do Consulado Geral da República do Paraguai em Campo Grande, a diretora da Fiems, Cláudia Volpini, participou, ontem (14/05), da cerimônia de celebração do aniversário de 208 anos da declaração da independência do país.

Na presença de autoridades do Estado, a empresária, que atua no segmento cerâmico, destacou a importância do Paraguai para a economia de Mato Grosso do Sul, especialmente no momento em que o Brasil e o país vizinho articulam em conjunto a construção de uma ponte que fará a ligação dos oceanos Atlântico e Pacífico.

“Estamos presenciando um momento histórico e conseguindo avançar em uma obra que trará grande desenvolvimento para o nosso Estado, aumentando a competividade dos produtos locais no mercado interno e internacional. Por isso, consideramos fundamental este bom relacionamento que foi construído com nossos irmãos paraguaios, tanto político quanto econômico”, declarou, durante a cerimônia.

O embaixador Ricardo Caballero Aquino, cônsul-geral do Paraguai em Mato Grosso do Sul, também reforçou a importância da atuação conjunta entre os dois países, especialmente o Estado de Mato Grosso do Sul.

“O que vemos entre Brasil e Paraguai é um exemplo de integração e desenvolvimento. Nossos dois países podem, se continuaram trabalhando juntos, serem potências mundiais”, considerou.

Rota Bioceânica

A Rota Bioceânica representa a criação de uma nova alternativa logística para a produção industrial de Mato Grosso do Sul e, segundo levantamento do Radar Industrial da Fiems, tem potencial de movimentar US$ 1,5 bilhão por ano em exportações de carnes, açúcar, farelo de soja e couros.

A obra da ponte – a ser construída sobre o Rio Paraguai, entre o município de Porto Murtinho, em Mato Grosso do Sul, e Carmelo Peralta, no Paraguai – será financiada pela Itaipu Paraguai. No momento, o Governo do Estado negocia a liberação de recursos do governo federal para construção do anel viário que ligará a ponte com a rodovia BR-267. A ponte terá estrutura do tipo estaiada e terá 680 metros de cumprimento e a previsão é de que a obra seja entregue em 2022.