Home / Notícia / FIEMS vai compor grupo de trabalho com Sedesc para elaborar projeto de Parque Tecnológico em Campo Grande

FIEMS vai compor grupo de trabalho com Sedesc para elaborar projeto de Parque Tecnológico em Campo Grande

14 de Setembro, 2021 | Acontece nas Casas | Geral | FIEMS | Dicom

  • reuniao_sedesc_fiems_gabinete
  • sedesc_fiems_rodrigo_terra
  • reuniao_sedesc_gabinete_presidencia

O chefe de gabinete da presidência da FIEMS, Robson Del Casale, recebeu na manhã desta terça-feira, dia 14, o secretário da Sedesc (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia), Rodrigo Terra. A Federação foi convidada a participar do grupo de trabalho montado para viabilizar tecnicamente o projeto de um Parque Tecnológico e de Inovação, que vai fomentar e integrar o ecossistema de inovação em Campo Grande.

Representando o presidente Sérgio Longen, o chefe de gabinete se colocou a disposição da secretaria e adiantou que a FIEMS apoiará o projeto. “Hoje a Federação tem toda uma estrutura de inovação, nossos técnicos e a própria Startup podem contribuir com os estudos necessários para viabilizar o projeto e seremos parceiros para trazer desenvolvimento para a capital”.

Com uma proposta arrojada, o secretário da Sedesc já adiantou que o projeto irá além de tudo que já foi visto no estado. “O objetivo é construir uma estação digital, proporcionar para as pessoas uma verdadeira experiência de inovação, estamos montando nosso grupo de estudos para elaborar o projeto e torna-lo possível, por isso nessa etapa estamos finalizando nosso grupo de trabalho com as universidades e as principais instituições ligadas a inovação do estado, a FIEMS não poderia ficar de fora”.

Estação Digital pretende trazer tecnologia e inovação para MS

Na reunião, Rodrigo Terra apresentou a ideia inicial, a proposta é construir o parque tecnológico na área da antiga estação ferroviária de Campo Grande, ao lado da Feira Central. O secretário explicou que o local também é estratégico por contribuir com o fortalecimento da identidade cultural da cidade e incentivar o desenvolvimento do turismo local.

A ideia é que a estação digital possua recepção, sala de reunião, big hall, auditório, espaço para startups, estúdio, maker, local para empresas, praça de alimentação, e um planetário, para proporcionar uma verdadeira experiência tecnológica aos visitantes.

Após a atuação do grupo de trabalho e dos estudos prontos, o próximo passo será apresentar o projeto pronto ao poder público para viabilizar os recursos necessários para início das obras.