Home / Notícia / Na abertura da Superamas, Longen defende ações de modernização dos supermercadistas

Na abertura da Superamas, Longen defende ações de modernização dos supermercadistas

10 de Setembro, 2019 | Acontece nas Casas | Indústria | FIEMS | Dicom

  • fotozsuperamasz7
  • fotozsuperamasz3
  • fotozsuperamasz4
  • fotozsuperamasz6
  • fotozsuperamasz5
  • fotozsuperamasz2
  • fotozsuperamasz1

Ao participar da abertura da Superamas 2019, maior encontro varejista de Mato Grosso do Sul, que começou nesta terça-feira (10/09) e prossegue até quinta-feira (12/09) no Centro de Convenções e Exposições Albano Franco, em Campo Grande (MS), o presidente da Fiems, Sérgio Longen, destacou a organização do evento em apresentar tecnologias e modernização para os supermercadistas.

“É um evento extremamente organizado e uma oportunidade de gerar novos negócios para os empresários. Entendemos que o segmento supermercadista vem se modernizando a cada ano, até porque a competitividade é grande e quem não ficar atento às transformações tecnológicas vai ficar para trás. Além disso, a Superamas tem trazido resultados satisfatórios a cada ano e como representante da indústria e industrial faço sempre questão de participar”, afirmou Sérgio Longen. 

Nesse sentido, ele reforçou a presença do Sesi, Senai e IEL no evento, que contam com um stand para apresentar soluções tecnológicas para as empresas. “O Sesi trouxe uma balança multifuncional que consegue traçar um perfil sobre a saúde, com informações como pressão arterial, peso, altura e índice de massa corpórea, o Senai trouxe um simulador para de energia fotovoltaica para que os interessados em reduzir o valor da conta de luz possam se informar sobre as vantagens de investimento e o IEL apresenta seu portfólio de cursos e programa de estágio”, detalhou.

Autoridades

O presidente da Amas (Associação Sul-Mato-Grossense de Supermercados), Edmilson Veratti, ressaltou que a feira tem se desenvolvido e se consolidado ao longo dos anos. “Nosso segmento tem 1920 empresas no Estado, entre hipermercados, supermercados, mercados e mercearias e geramos 23 mil empregos diretos. Temos a responsabilidade de fazer esse evento todo ano como forma de união da cadeia produtiva, para gerar negócios e realizar lançamentos de novos produtos”, salientou. 

O governador Reinaldo Azambuja elogiou os trabalhos dos empresários no empenho para contornar a crise econômica. “O Brasil cresceu durante 40 anos consecutivos e desde 2015 começou uma recessão e o setor empresarial tem sido importante para continuar gerando emprego e renda. Precisamos trabalhar juntos para baratear custos bancários e privatizar estatais que não geram lucros para aumentar a gestão e a eficiência para retomarmos o crescimento da economia”, declarou. 

Também presente ao evento, o presidente da Assembleia Legislativa, Paulo Corrêa, ressaltou a necessidade de justiça fiscal. “Precisamos dar aos empresários sul-mato-grossenses as mesmas condições e incentivos que damos aos empresários de outros Estados para se instalarem aqui. Por isso criamos um grupo de trabalho para entender as necessidades de cada segmento do setor produtivo e trabalhar de forma a apoiar cada um, com suas especificidades, para nos desenvolvermos cada vez mais e gerar mais emprego para nossa população e renda para o Estado”, finalizou.