Home / Notícia / Palestra inspira alunos das escolas do Sesi a desenvolverem habilidades científicas

Palestra inspira alunos das escolas do Sesi a desenvolverem habilidades científicas

12 de Junho, 2018 | Acontece nas Casas | Educação e Formação Profissional | SESI | Unicom

  • dsc_4429
  • dsc_4406
  • dsc_4423
  • dsc_4398

Alunos das Escolas do Sesi de Mato Grosso do Sul puderam se inspirar a desenvolver suas habilidades científicas ao assistirem à palestra “Prendendo fantasmas em robôs”, ministrada pelo fundado da iniciativa Hermes Braindeck, Luiz Fernando da Silva Gomes. A palestra, realizada nesta terça-feira (12/06), no auditório do Edifício Casa da Indústria, em Campo Grande, foi transmitida ao vivo para as escolas da instituição em Aparecida do Taboado, Corumbá, Dourados, Maracaju, Naviraí e Três Lagoas.

Segundo a analista de educação do Sesi, Glaucia Aparecida Vital da Cruz Campos, o objetivo do evento foi inspirar os alunos que já estão pensando no futuro profissional. “Pensamos que essa palestra pode despertar em nossos alunos a vontade de se dedicar à pesquisa científica, transformando o mundo em que vivem. Já temos grupos de iniciação científica nas nossas escolas e acreditamos que ações como essa são uma forma de motivação para ampliar a participação dos nossos alunos nesses grupos”, afirmou. 

Com a palestra “Prendendo fantasmas em robôs”, Luiz Fernando da Silva Gomes, que recebeu 60 prêmios como resultado de participações em feiras de ciências e engenharia nacionais e internacionais, apresentou aos alunos o desenvolvimento de pesquisas de engenharia biomética durante o Ensino Médio. “São pesquisas que eu desenvolvi como aluno do Ensino Médio e que demonstraram um novo método ou jeito de controlar próteses robóticas de braço que devolvem sensação tátil a pessoas amputadas e o novo método para se comunicar com pacientes em coma e em estado vegetativo”, disse.

Sem contar uma trajetória linear, o jovem empreendedor mostrou como é verdadeiramente o desenvolvimento de projetos, como percalços e superações. “Eu espero que isso demonstre que quando se faz um projeto de vida ou profissional, você não deve se preocupar quando acontece algo de ruim, porque sempre aquilo pode ser o início de alguma inovação que você pode fazer”, destacou. 

Na avaliação do aluno João Filipe Pereira Benitez, a apresentação trouxe muitas novidades no campo da inovação. “O palestrante mostrou coisas que eu não fazia ideia de que fossem possível e eu achei tudo muito incrível. Sempre me interessei por temas que envolvem experiências científicas e isso só me deixou mais motivado para participar dos grupos de estudo da Escola do Sesi”, elogiou. 

Para a aluna Larissa dos Santos, a atividade foi bastante inspiradora. “O que eu achei mais legal foi ele falar que não importa se a gente tem dinheiro ou não, desde que a gente tenha uma boa ideia, porque podemos conseguir patrocínio. Acho que isso nos motiva a colocar em prática nossas ideias e tentar inovar cada vez mais”, destacou.

Já a aluna Marine Martins de Oliveira admitiu não ser uma grande fã das disciplinas de exatas, mas que a palestra trouxe mais motivação para as aulas. “Eu sempre preferi Língua Portuguesa e História, mas depois de ver um jovem que começou a pesquisar quando tinha a minha idade me motivou a pensar em projetos de pesquisa também”, finalizou.