Home / Notícia / Sistema FIEMS encerra realização de testes rápidos para diagnóstico da covid-19 em Campo Grande

Sistema FIEMS encerra realização de testes rápidos para diagnóstico da covid-19 em Campo Grande

9 de Junho, 2021 | Acontece nas Casas | Saúde | Dicom

  • terminada_testagem_covid_19

Em pouco mais de um mês de funcionamento, a FIEMS (Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul), por meio do SESI, encerrou a testagem para diagnóstico da covid-19 no drive-thru montado em frente à Casa da Indústria, em Campo Grande. O serviço serviu como suporte para a Sesau (Secretaria Municipal de Campo Grande) controlar na população a circulação do Sars-CoV-2, o coronavírus causador da covid-19.

Segundo o presidente da FIEMS, Sérgio Longen, a realização dos testes resulta do comprometimento da indústria para auxiliar Mato Grosso do Sul a superar a pandemia. “Nós empresários estamos certos de que a única forma de retomarmos a economia é priorizarmos a saúde da população”.  Longen destacou a importância da realização dos testes para diagnóstico de covid-19 serem realizados como forma de orientar as pessoas que tiveram o teste positivo ao tratamento e isolamento.

Na avaliação do superintendente do SESI, Régis Borges, o trabalho prestado cumpriu o objetivo. “A testagem foi um sucesso. Entregamos os resultados para a Prefeitura de Campo Grande, que teve maior suporte para a tomada de decisões sanitárias, já que tiveram um instrumento para geolocalização dos casos positivos”.

Ação contribuiu com o controle da pandemia

Na avaliação do secretário municipal de Saúde de Campo Grande, José Mauro Filho, o apoio da FIEMS tem sido fundamental no combate à pandemia do coronavírus e a testagem em massa da população foi um importante “termômetro” para identificar o avanço da doença. José Mauro Filho ainda lembrou do apoio da Federação das Indústrias ao disponibilizar Centro de Convenções e Exposições Albano Franco, localizado na Avenida Mato Grosso do Sul, para instalação de um drive-thru de vacinação, além de liderar, junto com a Energisa, o movimento Unidos pela Vacina aqui no Estado, que está apoiando os municípios para que a vacinação não seja interrompida.