Home / Notícia / Partiu SP! Equipes da Escola Sesi estão prontas para o Festival Sesi de Robótica

Partiu SP! Equipes da Escola Sesi estão prontas para o Festival Sesi de Robótica

25 de Maio, 2022 | Acontece nas Casas | Educação e Formação Profissional | SESI | Dicom

  • festival_sesi_roboticaz6
  • festival_sesi_roboticaz5
  • festival_sesi_roboticaz1

São Paulo é logo ali! Faltam dois dias para o Festival Sesi de Robótica e Mato Grosso do Sul será representado por seis equipes da Rede Sesi de Educação nas disputas da FIRST LEGO League (FLL) e da FIRST Tech Challenge (FTC). Alunos e professores da Escola Sesi já estão preparando as malas para embarcar rumo à capital paulista, onde se juntarão a mais de mil estudantes de todo o país para disputar as provas entre os dias 27 e 29 de maio.

Em cada uma das modalidades, os competidores criam robôs para realizar tarefas em ambientes que reproduzem os desafios do mundo real. O tema deste ano é relacionado a transporte e logística. As equipes da FLL são formadas por alunos do ensino fundamental e médio, entre 9 e 16 anos, enquanto que na FTC os times são compostos exclusivamente por estudantes do ensino médio, de 14 a 18 anos.

Quem está com o sorriso de orelha a orelha é a turma da AlphaDroid’s, da Escola Sesi de Aparecida do Taboado. Na seletiva regional, disputada em Vitória (ES), o time havia ficado na suplência por uma vaga, depois de ter conquistado o troféu “core values” da FLL. Quando a organização do torneio confirmou a presença no evento nacional, a equipe ficou em festa.

“Os alunos ficaram eufóricos quando receberam a notícia de que iríamos para o festival. Desde a seletiva, estávamos nos preparando para a competição conscientes da possível ida ao Nacional. Mas quando tivemos a confirmação, isso exigiu até uma mudança de rotina. Fizemos treinos bem mais intensos e focados, afinal serão muitos desafios a cumprir na competição”, disse o articulador da equipe, Washington Luiz de Oliveira Carvalho.

No mundo moderno, tecnologia e preservação ambiental andam de mãos dadas. Na FTC, não é diferente. Ao mesmo tempo em que precisam desenvolver um projeto complexo de robótica, os alunos da modalidade devem colocar em prática ações de sustentabilidade. A TupiTech, da Escola Sesi de Corumbá, encontrou parceiros para plantar e monitorar o crescimento de mudas de ipê branco na avenida Nossa Senhora da Candelária, onde a unidade escolar fica situada.

A articuladora da equipe, Ellen Conrado, destacou que os alunos procuraram espalhar a mensagem da preservação ambiental para todos os cantos da cidade. “Realizamos oficinas em escolas de Ladário e Corumbá, tanto na zona urbana como em áreas rurais, para divulgar a iniciativa e falar da importância do projeto. Eles plantaram nos alunos dessas escolas a semente da preservação ambiental”, disse.

Não são apenas os alunos que têm motivos para sorrir. O articulador de tecnologias educacionais do Sesi, Fabio Rodrigo de Sousa, terá um desafio inédito a cumprir no Festival Sesi de Robótica: vai atuar como juiz chefe de arena na modalidade FTC. 

“Venho atuando como juiz desde quando a modalidade foi implantada no Brasil, pelo Departamento Nacional do Sesi, em todos os anos. Nesse ano, veio o convite para esse trabalho. Fiquei muito feliz, porque é uma grande responsabilidade. Acredito que essa indicação só veio em reconhecimento pela seriedade do trabalho realizado na arena. É uma grande honra, e algo que vem agregar ao crescimento da robótica em Mato Grosso do Sul”, disse Sousa.

Ganhar ou perder faz parte de qualquer competição. No fim das contas, o que importa é o que se aprende nas vitórias e nas derrotas. “Participar de um evento desta proporção nos enaltece muito, pois é o momento de socializar e celebrar a culminância do trabalho realizado. As expectativas são as melhores possíveis, pois sabemos que já somos vencedores de ter a oportunidade de participar deste evento. Vamos levar a mala cheia de conhecimento e voltaremos com ela transbordando de aprendizagem”, afirma a articuladora da equipe Just Girls, Luciana Cavalcante.

Saiba mais sobre as modalidades

A FIRST Tech Challenge desafia as equipes a projetar, construir e programar um robô do zero para cumprir tarefas dentro de uma arena. Para este ano, o desafio “Freight Frenzy” propõe a construção de robôs que possam atravessar obstáculos para levar uma variedade de cargas de depósitos a centros de transporte. Os jovens ainda têm de executar atividades comuns para empresas reais, como estratégia de marketing, plano de responsabilidade social, vendas e engajamento com a comunidade.

A temporada atual do FIRST LEGO League está focada no desenvolvimento de projetos ligados a transporte e logística. Batizada de “Cargo Connect”, ela desafia jovens a criar projetos de inovação, construir e programar robôs, e colocá-los para completar missões, aplicando conceitos de Ciências, Tecnologia, Engenharia, Artes e Matemática. As equipes são compostas por até 10 competidores com idades entre 9 e 16 anos, e direcionadas por dois treinadores adultos.

Equipes de MS no Festival Sesi de Robótica

Na modalidade FLL, a Escola Sesi será representada por Tech Vikings (Naviraí), AlphaDroid's (Aparecida do Taboado) e Mega Mentes (Dourados). Já na modalidade FTC, as equipes são Tera Robotics (Três Lagoas), Just Girls (Aparecida do Taboado) e TupiTech (Corumbá).